Coordenação Pedagógica

Coordenador pedagógico: qual é o seu perfil?

Jul 19, 2017

O coordenador pedagógico tem diversas responsabilidades, como cuidar da entrada de alunos atrasados, cobrar o uso do uniforme, acompanhar demandas pedagógicas e até fazer a gestão financeira, em alguns casos. Fato é que cada um tem um jeito característico de desempenhar essas funções, bem como lidar com os alunos.Neste artigo, listamos os 5 principais perfis de coordenadores pedagógicos para te ajudar a identificá-los e saber qual perfil tem mais a ver contigo! Como bônus, também trouxemos algumas reflexões que vão te fazer melhorar a sua atuação.Vamos lá? 👇

Qual é o papel do coordenador pedagógico na escola?

Nos processos educacionais, o coordenador pedagógico assume um papel muito importante. Basicamente, é ele quem vai mobilizar todo o grupo escolar para melhorar as práticas pedagógicas na instituição.Ou seja, o coordenador orienta os professores na construção e na aplicação do planejamento estratégico de aulas. Também é ele quem conduz as reuniões pedagógicas na instituição e acompanha a evolução da aprendizagem dos alunos a partir de avaliações internas e externas.

Quais são os perfis de um coordenador pedagógico?

O papel do coordenador pedagógico é um pouco complexo e sofre interferência de toda a comunidade escolar, mas cada um tem um jeito característico de lidar com as demandas. Por isso, existem diversos perfis que conseguem se encaixar nessa função. Ele pode ser do tipo ajudante, teórico, apagador de chamas, amigo e parceiro, por exemplo.A seguir, explicamos melhor como é cada perfil de profissional:

Ajudante

No seu dia a dia você costuma somente atender demandas como receber pais e alunos e cuidar de situações burocráticas? Normalmente, também divide algumas funções com o diretor? Se a sua resposta for sim, provavelmente o seu perfil de coordenador pedagógico é o de ajudante.

Você faz tudo que a direção solicita e acaba tendo a função de um vice-diretor. Ou seja, em vez de ajudar na formação dos professores, você fica por conta de resolver questões administrativas ou burocráticas. Além disso, ainda precisa resolver problemas com pais e estudantes.

Não que seja um perfil errado - na verdade, é um dos mais comuns -, mas demonstra que suas atribuições na escola precisam ser mais bem definidas.

Teórico

Estudar e planejar a formação para os professores é a função que mais te ocupa? Sempre está em busca de materiais e conteúdos para as reuniões com os professores? Se faz isso, você é o coordenador pedagógico do tipo teórico.

Esse perfil mostra consciência do papel formador que você tem na escola. Na prática, você sempre está à procura da melhor bagagem teórica para trabalhar com os professores.

A única ressalva é ter cuidado para não deixar questões práticas totalmente de lado. Trabalhe paralelamente com a realidade da instituição, utilizando a teoria para suprir as necessidades reais dela.

Apagador de chamas

Imprevistos e problemas são frequentes na sua rotina de trabalho? Apesar de querer se dedicar à formação dos professores, você acaba sendo consumido por uma série de demandas não planejadas? Então, seu perfil de coordenador é o apagador de chamas.

O próprio nome já sinaliza o quanto você se compromete em reverter os problemas que aparecem. Nesse caso, não é raro assumir tarefas atribuídas aos professores, por exemplo.

Esse perfil acende um alerta: é ruim para a definição e execução práticas pedagógicas. É necessário rever os processos internos, estratégias escolares e até mesmo a comunicação com pais e alunos.

Amigo

Você sempre é procurado para ouvir angústias e dificuldades dos professores? E passa grande parte do tempo atendendo às demandas deles? Nesse caso, você tem o perfil de coordenador amigo.

Seu comportamento se justifica pelo fato de ter medo de que os professores se sintam criticados ou expostos. Por isso, sua atitude é mais permissiva.

É importante procurar entender as particularidades das situações, mas tenha cuidado para, no fim das contas, em vez de atuar como formador, você acabar virando apenas um ombro amigo para os docentes.

Parceiro

Elaborar um plano de trabalho — demarcando atribuições, objetivos e ações — é o que você costuma fazer? E ainda compartilha essas informações com a direção e a equipe da escola? Então, seu perfil de coordenador pedagógico é parceiro.

A sua rotina não é monótona, pois existem etapas distintas, como momentos para fazer planejamento, encontrar professores e dar orientações em sala de aula.

Dentre todos os perfis, esse é o mais adequado, pois tem como característica principal o equilíbrio. Ou seja, você assume a figura do formador, mas também atua como articulador pedagógico e transformador da prática docente.

E-BOOK GRÁTIS: Relacionamento entre escola, pais e alunos: como ser bem-sucedido nessa relação | Clique aqui para baixar →

Como ser um profissional melhor?

Considerando os diferentes perfis de coordenador pedagógico, devemos equilibrar algumas características e hábitos. Só assim, o seu verdadeiro papel será cumprido. E nós temos algumas dicas para você se aproximar da função genuína desse profissional. Veja a seguir:

Entenda e preserve o seu papel de coordenador pedagógico

Se você se sente muito perdido nas diversas atribuições que recebe, é melhor dar uma pausa e refletir sobre isso.

Compreenda o seu papel. Para isso, você pode conversar com a equipe da secretaria de educação, pesquisar bibliografias da área, bater um papo com colegas. Por fim, perceba o que, de fato, o seu cargo deve cumprir.

Em seguida, identifique o que tem mais tomado o seu tempo. Se for além do que um coordenador da área faz, é hora de reorganizar suas tarefas e priorizar o acompanhamento pedagógico.

Sobre as demandas da direção que não são de responsabilidade do seu cargo, vale a pena conversar com o gestor sobre isso. Às vezes, o simples fato de contratar um sistema de gestão escolar resolve a maior parte das solicitações.

Apesar de ser algo desafiador, mas lembre-se da importância de preservar as suas funções e não acumular outras.

Estimule a autonomia dos professores

Com as suas funções de formador devidamente estabelecidas, é preciso dar autonomia aos professores. Eles devem entender que têm capacidade para elaborar suas demandas e não precisam exigir isso unicamente dos coordenadores pedagógicos.

O trabalho deve ser conjunto. Professores e coordenadores precisam pensar nas melhores estratégias, e isso pode ocorrer por meio de encontros de formação coletiva, por exemplo. Nessas reuniões, é interessante deixar que os professores compartilhem suas observações e experiências dentro da sala de aula. Além disso, incentive-os a buscar a atualização.

Conquiste a confiança da equipe

Muitas vezes, o professor se sente inseguro em usar um novo método de ensino elaborado pela coordenação pedagógica. É nesse momento que o coordenador deve trabalhar a confiança da equipe.

Demonstre como foi elaborado o seu plano de trabalho, destaque os objetivos, as estratégias e a organização da rotina. Procure deixar tudo muito claro e mostre que você também é responsável pela aprendizagem dos alunos.

Gostou de saber mais sobre o perfil do coordenador pedagógico e quer continuar recebendo outras informações sobre educação? Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo!

A inovação está a um clique de distância!

Descubra como nós podemos transformar a percepção dos serviços prestados pela sua instituição através de soluções práticas. Preencha o nosso formulário e viva a excelência!

Fale com um Consultor:

Agradecemos o seu interesse! Em breve um dos nossos consultores entrará em contato.
Oops! Alguma coisa deu errado. Preencha Novamente :)