Como lidar com a reprovação de um aluno

Como lidar com a reprovação de um aluno

Embora seja muito difícil, às vezes a reprovação acontece. Por mais que o professor auxilie o aluno e busque recursos; por mais que a escola tente uma recuperação paralela, infelizmente a reprovação por vezes é inevitável. Porém, como a escola ou o professor pode comunicar ao aluno e aos pais sobre a reprovação de forma que seja algo aceitável?

Este grande desafio depende das seguintes ações:

1. Prevenir é melhor que remediar

Quantas e quantas vezes ouvimos este antigo ditado? Porém, ele é verdadeiro em muitas ocasiões, e este é um dos momentos em que ele é aplicável: os pais e o aluno precisam saber que as coisas não estão bem desde o início do ano. Conversar com os pais mensalmente, preveni-los, tomar providências para recuperar o aluno são atitudes essenciais. Para evitar constrangimentos futuros, o coordenador pedagógico deve fazer reuniões com os professores para saber sobre o desempenho dos alunos desde o início do ano letivo. Assim que forem detectados problemas, é essencial agir imediatamente: disponibilizar atividades extras, conversar com os pais, prover o aluno de aulas de reforço.

2. Saber conversar com os pais

Quando um aluno possui baixo desempenho, quer seja por comportamento, ou porque não está conseguindo assimilar o conteúdo, é preciso conversar com os pais de modo a deixá-los cientes. Porém, evite usar termos negativos. Quando o aluno tiver um mal comportamento, ou não estiver dedicando-se o bastante, diga aos pais que o filho não está utilizando todo o potencial que possui. Se o aluno não estiver compreendendo a matéria, embora seja esforçado, deixe claro seu empenho, e diga que talvez algum conteúdo anterior mal compreendido pode estar fazendo com que ele não consiga assimilar a matéria atual. Desta forma, você não deixará o aluno nem seus pais irritados. E evitará que haja atritos familiares.

Leia também  15 ideias para a confraternização de final de ano com os alunos

3. Deixe claro as possíveis consequências

É essencial que você deixe claro desde o princípio as consequências, caso o aluno continue a ter desempenho inferior. Assegure os pais que a escola e os professores farão todo o possível para evitar esta situação, quer seja por meio de recursos, ou outras atitudes, em caso de mal comportamento. Cumpra, enquanto instituição, com todos os procedimentos prometidos aos pais e ao aluno, para que sua escola seja um estabelecimento de ensino confiável.

4. Conheça os alunos e seus pais

Ao conversar com os pais, pergunte sobre o cotidiano do aluno, o que ele gosta, se tem irmãos. Demonstre real preocupação. Um caso verídico é o de uma coordenadora pedagógica que, ao ter chamado uma mãe de um determinado aluno para conversarem, a mãe disse, em uma conversa informal, que uma filha havia quebrado o braço. Após esta conversa, a coordenadora fez as anotações sobre o aluno e, quando voltou a conversar com aquela mãe, perguntou se sua filha havia melhorado. A mãe ficou muito feliz por ela ter se lembrado da filha. Isso demonstra que, quanto mais detalhes tivermos, melhor. É claro que os coordenadores pedagógicos nem sempre se lembrarão de todos os casos, mas, ao fazer anotações detalhadas, isso ajudará a lembrar-se de cada aluno. O coordenador deve agir como um psicólogo, no que tange a lembrar-se ou preparar-se de antemão para cada “sessão” com os pais.

Caso a reprovação realmente aconteça, se você adotou os procedimentos citados, será bem mais fácil transmitir essa notícia aos pais e ao aluno.

Caso os pais não tenham sido previamente preparados, explique a eles que às vezes a reprovação é inevitável, e considere os seguintes argumentos:

  • No caso do aluno com mal comportamento, explique aos pais que servirá para que ele compreenda que há consequências para suas atitudes.
  • Caso os pais digam que o investimento foi desperdiçado, alegue que, de todo modo, houve a retenção de conteúdo, porém infelizmente não o suficiente para que ele passasse.
  • Caso os pais queiram retirá-lo da escola, explique que uma mudança de ambiente pode tornar as coisas ainda mais difíceis para ele.
  • Pode ser que os pais preocupem-se dele ficar constrangido por estar na mesma série enquanto os outros alunos passaram, porém isso faz parte do processo de crescimento pessoal, pois o ensinará a lidar com os desafios da vida.
Leia também  Planejamento escolar, o papel do supervisor para se obter sucesso.

Lembre-se: preparar os pais de antemão é sempre o melhor caminho.

Gostou deste post? Não se esqueça de comentar!

Baixe gratuitamente nossos materiais educativos.

Comentários (1)

  • SANDA REGINA DA SILVA MEDEIROS

    |

    ACHEI MUITO BOM ESTAS DICAS, POIS SEMPRE É BOM COMPARTILHAR E TROCAR IDÉIAS.

    Reply

Deixe um comentário

ADICIONE SEU EMAIL
Junte-se ao grupo de pessoas que recebem nossos emails.

Share This