5 práticas para melhorar a comunicação entre escola e alunos

Um dos fatores fundamentais para o sucesso de uma instituição de ensino é a forma como a comunicação entre escola e alunos acontece no dia a dia. Conhecer a linguagem e os meios que esta geração utiliza para a interação é o primeiro passo para estabelecer uma ponte com os estudantes e garantir excelentes resultados. 

A comunicação é essencial para a transmissão de conhecimento, promoção de mudanças comportamentais, conscientização quanto à necessidade de preparo para o futuro e desenvolvimento de habilidades sociais. Mas qual é a importância que a sua instituição tem dado a esse aspecto?

Vocês sabem que recursos utilizar para alcançar os alunos? Utilizam uma linguagem apropriada para produzir a compreensão e o engajamento dos estudantes? Conhecem as práticas indispensáveis para melhorar a comunicação entre a escola e seu público?

Foi justamente para tratar deste tema que escrevemos este post. Então, continue a leitura e descura como e por que você deve melhorar a comunicação entre escola e alunos. 

5 práticas para melhorar a comunicação entre escola e alunos

1. Conheçam a linguagem do seu público

Diz uma máxima que “comunicação não é o que você fala, é o que o outro entende”. Portanto, a principal preocupação da escola deve ser a de fazer-se entender pelo seu público. 

Por isso, a linguagem deve ser adequada — na dificuldade, forma e conteúdo — à faixa etária com a qual é necessário se comunicar. O discurso deve ser adequado à realidade das crianças e adolescentes. 

2. Adequem a linguagem aos objetivos da comunicação

Também é importante adequar a linguagem não só ao público, mas ao objetivo do comunicado que será feito. Assim, para engajar os alunos em uma ação social e despertar a consciência solidária, pode ser adequado fazer uma abordagem mais publicitária, mesmo. 

Quando se trata de orientar ações como a preservação do espaço escolar ou a formação de hábitos de estudos, é interessante conciliar imagens e algumas poucas palavras. Isso vai ajudar a fixar a informação. 

Se o objetivo é promover a aceitação e inclusão no Ensino Fundamental, por exemplo, uma boa saída pode ser a elaboração de pequenas histórias em quadrinhos. 

Enfim, para cada objetivo existe uma linguagem apropriada, que garante melhores resultados. Pense nisso antes de definir como vai comunicar informações, ideias ou projetos!

3. Utilizem os canais adequados

O público que a sua escola tem em mãos hoje é a chamada Geração Z. Eles são totalmente multimídia e aprenderam a se comunicar desta forma. Por isso, é importante que a escola domine e utilize esses meios. Esta é a maneira mais eficiente de atingir o alvo. 

Entre os diversos canais disponíveis, o mercado disponibiliza aplicativos que auxiliam na comunicação, agilizando a troca de informações. Eles vivem nas mãos dos estudantes e, por isso, ajudam a atingir os alunos e suas famílias como um todo. 

Os apps deixam todas as informações necessárias à mão: datas de avaliações, de reuniões de pais, comemorações, notas lançadas. Eles também criam um canal em que os gestores podem esclarecer dúvidas, transmitir comunicados e receber sugestões. 

4. Promova a variedade

Tão importante quanto descobrir os canais que os alunos utilizam é distribuir conteúdos por esses diversos meios. A escola pode ter canais de comunicação online, abrir fóruns de discussão ou disponibilizar aulas e recursos didáticos em plataformas.

Toda essa variedade permite atingir alunos de diversas idades e suas famílias, garantindo o atendimento a todas as suas necessidades, sejam elas pedagógicas ou de informação. 

5. Sempre deixem todas as informações disponíveis

Em pleno século XXI, não há mais razões para centralizar todas as informações em uma agenda ou em determinados funcionários. As restrições ao acesso devem ocorrer apenas quando se trata de um dado sigiloso. 

Calendário escolar, programas planejados, datas das avaliações, eventos e reuniões devem estar sempre disponíveis a todos, e de diversas formas. Essas informações podem ser exibidas de forma atrativa no mural da escola, no site do colégio, em um aplicativo ou disparadas automaticamente por e-mail

Além de permitir a consulta em qualquer circunstância e horário, essa atitude tira a sobrecarga de seus atendentes, coordenadores e do pessoal da secretaria. otimizando seu tempo e trabalho.

Quando as informações são centralizadas, é muito frequente eles gastarem tempo atendendo inúmeras ligações telefônicas para responder questões simples que poderiam ser resolvidas com a comunicação direta. 

Quais os benefícios de melhorar a comunicação entre escola e alunos? 

Fortalece o vínculo

A educação é um processo que envolve não só o aspecto cognitivo, mas também questões emocionais. É necessário haver uma relação de confiança entre a instituição, os alunos e suas famílias.

A comunicação frequente e devidamente direcionada fortalece esse relacionamento, o que favorece não só a aprendizagem do aluno mas também a fidelização do cliente. O resultado claro é visto durante o processo de matrículas

Melhoria na comunicação interna e externa

A utilização de meios diversos e aplicativos contribui efetivamente para a melhoria da comunicação interna e externa. Mais que isso, eles possibilitam que ela seja tratada da forma como deve — uma via de mão dupla.

Além de ser um veículo para transmitir informações, eles permitem receber sugestões e reclamações. Desta forma, os gestores se tornam cientes de situações que exigem investigação e correção e podem solucioná-las de forma ágil. 

Fortalecimento da marca

Os meios digitais tornaram a publicidade muito mais acessível. Por isso, o site da escola e os meios disponibilizados aos pais e alunos são uma forma eficiente de fortalecer a marca da instituição. 

Como hoje as pessoas vivem com dispositivos de comunicação à mão, a tecnologia chama a atenção e destaca sua escola. Isso acontece porque pais e alunos percebem que ela está conectada com as características da sociedade atual. 

Aumenta a credibilidade

Uma das principais funções da escola é preparar os seus alunos para atuarem na sociedade e mercado de trabalho do futuro.

Mas como ela pode prepará-los para um futuro conectado e digital quando, como instituição, ela se recusa a ingressar neste mundo e utilizar seus recursos? A obsolescência pode prejudicar a credibilidade de uma escola e tornar sua capacidade de preparar os estudantes para o mercado de trabalho questionável. 

Entendeu por que é necessário investir na melhoria da comunicação entre escola e alunos? Já utiliza algumas dessas práticas e recursos em sua instituição escolar? Então compartilhe sua experiência conosco nos comentários. 

Trackback do seu site.

Comentários (1)

  • marina

    |

    Gosto muito das informações e sugestões que estão nos enviando.

    Reply

Deixe um comentário

ADICIONE SEU EMAIL
Junte-se ao grupo de pessoas que recebem nossos emails.

Share This