6 maneiras de o profissional da educação se manter atualizado

O trabalho na área educacional é árduo, mas muito compensador, não há dúvida. Algo que não se pode dizer é que não é uma carreira em constante evolução e cheia de desafios — novos e antigos. 

Por ser tão complexa, a função do educador nem sempre é valorizada. Isso, além de refletir em salários menores, falta de estrutura para desenvolver o trabalho, carga horária excessiva, tem uma consequência perigosa: a desmotivação. Essa desmotivação existe dentro da classe já estabelecida, mas também entre os jovens que estão decidindo sua profissão.

Para reverter esse sentimento e realizar um trabalho com qualidade, a melhor dica que podemos dar é a busca da capacitação constante. Este post mostrará diferentes formas de o profissional da educação se manter atualizado.

Além de valorizar-se profissionalmente, os benefícios serão sentidos em todo o ambiente escolar pelo estímulo aos alunos e colegas.

1. Acompanhe as inovações do setor

O primeiro passo para estar atualizado é acompanhar as novidades da área. Ler jornais e revistas especializadas em educação é uma tarefa simples e muito produtiva. Atualmente, existe a vantagem de que muitas dessas publicações especializadas estão disponibilizadas na internet. Então, em qualquer horário livre, o profissional pode ler um artigo e ter novas ideias para melhorar seu trabalho. 

Existem também diversos portais de educação na internet. São sites que publicam diversos tipos de materiais sobre o assunto e divulgam pesquisas e cursos relacionados à área. Enfim, são diversas oportunidades de aprendizado que o profissional de ensino deve aproveitar.

Com o grande volume de informações circulando atualmente, é muito fácil para o profissional de ensino ficar defasado se ele deixa de pesquisar sobre os avanços na sua área.

2. Faça cursos online

A rotina do profissional de ensino é extenuante. São várias horas dentro de uma ou mais escolas, além do trabalho administrativo ou acadêmico que muitas vezes é feito em casa. Dentro dessa dinâmica, conseguir horário para fazer algum tipo de curso é complicado.

Muitos profissionais têm muita vontade de se inscreverem em alguma atividade de extensão, mesmo que de curta duração, mas realmente não conseguem organizar o tempo para isso.

Graças à internet, hoje é possível fazer cursos de capacitação ou especialização na modalidade Ensino à Distância. Existem modalidades pagas, mas há também muitos cursos gratuitos de qualidade oferecidos por instituições muito respeitadas.

Algumas entidades que oferecem cursos online para o profissional de ensino são: Faculdade Getúlio Vargas (FGV online), Ministério da Educação (Mídias Educação), USP (Cursos de Extensão) e Veduca (Veduca pra você). Vale a pena acessar os links. 

O curso online tem a vantagem de que o aluno pode assistir às aulas no horário que for mais conveniente. Contudo, é preciso ter disciplina e compromisso para conseguir ir até o fim e tirar proveito. 

3. Use tecnologia como ferramenta para o profissional da educação se manter atualizado

O educador lida com um público muito ligado à modernidade, às últimas tendências tecnológicas, etc. O profissional que deseja realizar um bom trabalho precisa estar familiarizado com isso. Durante uma aula, se o professor se refere a um meme para exemplificar um conteúdo, por exemplo, terá garantida a atenção dos alunos.

A internet deu um acesso à informação que não existia. Por isso, o papel do professor nesse contexto é diferente do tradicional. Antes, ele tinha o saber consigo e o transmitia aos alunos. Agora o educador atua como um facilitador, promovendo a interação dos alunos com essa informação. Ele direcionará as pesquisas, instigará as conclusões, proporá os problemas e orientará as soluções.

Além dessa necessidade, a tecnologia é uma grande aliada em várias funções. Ela permite o desenvolvimento de novas técnicas de ensino e o uso de recursos que antes não havia para demonstrar os conteúdos. Se bem utilizada, é uma ferramenta que otimiza o tempo em sala de aula.

É uma mudança de paradigma e, para que essa transição se dê de forma benéfica, o profissional precisa estar atento aos resultados que devem ser atingidos para não se perder num emaranhado de técnicas sem um objetivo final.

4. Adquira um sistema de gestão

Outra esfera em que a tecnologia tem oferecido boas soluções é a da gestão escolar. Ela tem permitido a facilitação da administração de quase todas as áreas dentro de uma escola.

É possível centralizar as informações, desde o controle de entrada na portaria, até das notas obtidas nos testes. Sem falar que todos os dados são armazenados em bancos de dados e convertidos em relatórios que auxiliam muito o gestor na tomada de decisões e na descoberta de falhas.

Empresas especializadas oferecem produtos adequados para cada tipo de instituição. E a experiência tem mostrado que tanto funcionários quanto alunos e pais se mostram satisfeitos com os resultados.

5. Estude idiomas

O estudo de outro idioma propicia um enorme enriquecimento cultural. Além disso, ele pode dar um ânimo diferente à pessoa, que troca de papel e volta a ser aluno. Adicionalmente, o principal atrativo do aprendizado de outra língua é a possibilidade de melhoria, de capacitação profissional.

Uma quantidade muito maior de material, como artigos, teses e dissertações, estará disponível para consulta em seu idioma original. Para aqueles que desejam obter um título acadêmico, o conhecimento de outra língua é essencial.

6. Faça uma pós-graduação

Ninguém melhor que o profissional de ensino para saber como é importante o aprofundamento das atividades acadêmicas. Como dissemos anteriormente, é compreensível a limitação imposta por horários e tarefas do trabalho. No entanto, quem conseguir separar um tempo para dedicar-se ao aperfeiçoamento, deve aproveitá-lo ao máximo.

É possível começar por cursos mais curtos e online que são mais fáceis de serem concluídos. São diversas as oportunidades de pós-graduação, da especialização ao doutorado. Várias instituições oferecem bolsas e financiamentos para cursos até no exterior. O setor de Educação ainda valoriza muito o profissional que desenvolveu-se academicamente, de modo que os proveitos são de uma amplitude considerável.

O profissional bem sucedido, seja qual for sua área de atuação, é aquele que se dedica e se apaixona pelo que faz. Para os educadores, essas condutas são mais que essenciais, devido a sua importância como formadores de opinião. Sendo constantes transmissores de conteúdo, não há que se pensar em outra forma de trabalho com qualidade que não seja a que está sempre em busca de atualização e melhoria.

Desejamos ter colaborado com essas dicas para o profissional da educação se manter atualizado e torcemos para que você consiga colocar algumas em prática de imediato, se ainda não o faz.

Então, o que achou deste artigo? Esperamos que você tenha gostado e que seja útil para sua carreira. Deixe seu comentário e conte-nos sua opinião!

Trackback do seu site.

Deixe um comentário

ADICIONE SEU EMAIL
Junte-se ao grupo de pessoas que recebem nossos emails.

Share This