10 dificuldades que os adolescentes enfrentam na escola

10 dificuldades que os adolescentes enfrentam na escola

Perguntas como “quem sou eu? O que eu quero ser?”  são bastante comuns na vida de um jovem adolescente. Fase repleta de questionamentos, pensamentos, sentimentos e ações, que, com a ajuda da escola, o adolescente muitas vezes consegue chegar a essas questões e a buscar suas próprias respostas.

Esses jovens passam boa parte de seu dia fora de casa e, além de tudo, passam por uma redefinição da imagem corporal. Eis uma fase de alterações físicas, mentais e sociais. Ele está se individualizando, rompendo vínculos e buscando autonomia Na escola isso se reflete em estudos deixados de lado e uma pitada de rebeldia. As vezes, as mudanças afetam diretamente o desempenho escolar e as notas do aluno, que não está preparado para tantas novidades no corpo e na vida em sociedade.

Por isso é tão importante ter em mente que é completamente normal o adolescente ter problemas nessa fase. Sentimentos como inseguranças e dúvidas fazem parte do desenvolvimento dele e diante da mudança de comportamento, muitos educadores e gestores ficam sem saber como agir.

Pensando nessas dificuldades, montamos uma lista com 10 dicas rápidas, com os principais problemas dos jovens na hora de estudar, o que pode estar atrapalhando e o que fazer para ajudá-los.

Sono

Desenvolver qualquer atividade com sono é difícil. Adolescentes precisam dormir ao menos 8 horas por dia. Junto aos pais, tente organizar os horários do aluno para que ele esteja mais disposto durante o dia.

Bullying

A escola não pode limitar-se a identificar e punir os alunos que praticam o bullying. Fale abertamente sobre o tema. Educadores e gestores têm de identificar o bullying na rotina e levar os alunos a refletir sobre as suas diferenças, aprendendo a conviver e a aceitar o outro.

Celular

É difícil encontrar um adolescente que não tenha celular. O aparelho é usado para mandar mensagens, jogar, ouvir música, falar com os amigos e ver redes sociais. Mas uma coisa é certa: celulares recebendo notificações durante toda a aula desvia a atenção, e os alunos devem respeitar os horários de aula.

Internet

Taí um acervo de informações gigantesco que pode ser utilizado a qualquer momento. Porém, a internet também pode ser uma ferramenta de distração e inimiga dos estudos. Auxilie os alunos a gerenciar o tempo online e como aproveitar os artifícios da própria rede, como Youtube, blogs, vlogs e redes sociais: use o universo dos adolescentes para o aprendizado.

 

Problemas Familiares

Ter problemas em casa é absolutamente normal e os jovens não ficarão imunes a essas dificuldades. A escola tem o dever de agir quando percebe que o rendimento escolar diminui. Chame a família para conversar, acompanhe o jovem e tente compreender junto a ele o que está acontecendo.

Excesso de Atividades

O excesso de aulas fora do período escolar pode reduzir as horas de descanso e prejudicar os estudos. Ofereça atividades para os alunos, mas não faça questão que eles participem de todas, ou de muitas. Deixe a critério dos alunos e pais.

Gerações Diferentes

É natural que alunos pensem diferente dos professores, então é importante que os gestores estejam preparados para lidar com isso sem transformar em uma dor de cabeça. Educadores devem respeitar as individualidades dos alunos e estes, por sua vez, devem respeitar as regras da escola.

Identificação

Nessa fase, é importante pertencer a um grupo e, muitas vezes, isso interfere no desempenho escolar. A escola não deve reprimir a tentativa dos adolescentes de ter uma identidade. Dê liberdade, mas também limites. A escola pode ter regras gerais, que valem para todos, e ainda assim deixa espaço para eles se expressarem.

Sexualidade

É na adolescência que as primeiras experiências sexuais acontecem, e isso é natural. Achar que o jovem não terá vida sexual é um erro, por isso, converse com seus alunos sobre DSTs e sexo. É importante que a escola quebre alguns tabus.

Drogas

Na adolescência, os jovens estão mais vulneráveis e são muito facilmente seduzidos pelas drogas. Gestores e educadores devem investir na prevenção, mantendo sempre o diálogo aberto e mostrando os efeitos e perigos das drogas. Mostre a escola como amiga.

Compartilhe sua opinião! Ela é muito importante para nós 🙂

Deixe um comentário

ADICIONE SEU EMAIL
Junte-se ao grupo de pessoas que recebem nossos emails.

Share This