Como fazer uma redução de custos eficiente na minha escola?

redução de custos

Se tem algo que ajuda bastante no crescimento de uma escola é a equipe que a forma. Afinal, são esses profissionais que cuidam de toda a parte estratégica da instituição, desde a organização, passando pela limpeza e manutenção, e chegando até o corpo docente. Por isso, é essencial fazer a avaliação de desempenho de funcionários sempre que possível.

Mas, o que é isso, exatamente? A avaliação consiste em um momento em que todos os colaboradores passam por uma análise profunda de como exercem suas atividades, como se destacam, o que precisam melhorar etc. O ideal é que ela seja feita por um gestor ou equipe de RH, que tenha bastante conhecimento sobre todas as áreas da escola.

Para colocar isso em prática, é bom contar com algumas dicas. Pensando em ajudá-lo nesse sentido, separamos algumas sugestões de como fazer uma boa avaliação. Confira!

Faça um planejamento

Para começar, montar um planejamento da avaliação de desempenho de funcionários é, sem dúvidas, um passo fundamental para que todo o processo dê certo e ocorra de forma organizada. Pense em separar as áreas da escola e colocar todos os colaboradores em uma lista, que deverá ser seguida para fazer as análises de trabalho.

A dica aqui é refletir em quais são os momentos mais importantes da escola durante o ano letivo. Por exemplo: a época das primeiras provas, a entrega de notas, a preparação para exames como o vestibular etc. Essas ocasiões são quando os funcionários mais trabalham e exercem, de fato, uma grande diferença na vida escolar dos alunos.

Então, fazer a avaliação após esses períodos é uma opção, pois você terá em mãos algumas informações importantes de como tudo ocorreu, sendo mais tranquilo de avaliar de forma real como os funcionários se saíram. Outra dica que funciona bem é realizar as avaliações, ao menos, três vezes por ano: nos primeiros meses das aulas, após o primeiro semestre e ao final do ano letivo.

Saiba quem são os seus colaboradores

Isso parece meio óbvio, mas, quando falamos em saber quem são os seus colaboradores, isso quer dizer que é preciso conhecer bem de perto o trabalho da sua equipe. Para isso, é bom tirar um tempo de, pelo menos, uma semana, para ficar junto com um funcionário, por exemplo. Isso dará a você a noção exata de como ele executa as suas tarefas, como se organiza e se planeja etc.

Além de tudo isso, é bom ter esse contato mais de perto para fazer uma avaliação de desempenho mais correta e com a visão real do trabalho desse profissional. Lembre-se de que, por mais que você imagine como é a rotina do colaborador, só vai ter realmente certeza se conferir de perto como ele lida com as suas funções.

Então, se a sua equipe for grande, vale a pena dividir essa tarefa com outros gestores. No decorrer do tempo, esse tipo de aproximação fará até mesmo com que a escola tenha funcionários mais unidos, que se conhecem bem e que compartilham de várias funções juntos.

Utilize métricas de avaliação

As métricas de avaliação são ótimas formas de conseguir respostas claras e objetivas sobre o trabalho dos colaboradores. E, como elas estão ligadas a questões pontuais e do dia a dia, ao final, você conseguirá enxergar como um todo o desempenho dos profissionais. Porém, antes de começar, é bom mostrar a eles como elas funcionam.

Assim, os colaboradores terão em mente quais são os pontos que precisam trabalhar, reforçar e mostrar mais resultados. Com isso, as métricas também servirão como um importante aliado no direcionamento das tarefas da escola, bem como no peso que elas têm na avaliação final.

Ofereça feedbacks positivos

Outro ponto importante que devemos mencionar se refere ao feedback dos profissionais. Não basta apenas realizar uma ótima avaliação de desempenho de funcionários, é preciso repassar a eles quais foram os resultados e de que forma a análise foi feita. E, mesmo nos casos em que o profissional não se saiu bem nas tarefas, você deve pontuar coisas positivas.

O motivo principal é não desestimular o colaborador ou fazer com que ele se sinta pressionado para uma melhora rápida. Não se esqueça de que é normal, por vezes, um colaborador não se destacar, e isso envolve vários motivos. O que você deve fazer para ajudar essa pessoa a potencializar suas habilidades é mostrar que, apesar de tudo, ela fez ações interessantes.

E, claro, quando houver atitudes e resultados superpositivos, destaque todos eles, mostre quais foram os pontos que a escola mais ganhou com isso e reforce o quão bom é poder contar com profissionais que buscam sempre dar o melhor de si! Você verá que palavras com esse peso darão ainda mais fôlego para o colaborador trabalhar bem.

Invista em tecnologia

Agora, se você quer mesmo potencializar as formas como a sua escola faz a avaliação de desempenho de funcionários, nada melhor do que contar com a tecnologia! Só para você ter uma ideia, existem softwares de gestão que são excelentes nesse sentido, fazendo toda a organização da instituição e ajudando a observar melhor os colaboradores em suas tarefas.

Além disso, esses programas são capazes de detectar situações incomuns e até mesmo mostrar onde é preciso realizar uma mudança com mais urgência, onde a escola está indo bem, e por aí vai. Contar com plataformas tecnológicas como essa são, sem dúvida, ótimas escolhas para deixar a instituição bem preparada para o progresso e crescimento como um todo.

Além disso, o software de gestão escolar ajuda a escola a diminuir despesas e aumentar a produtividade dos funcionários, e deixa a imagem da instituição mais moderna e organizada, prestando um ótimo serviço à comunidade e aos alunos. O que é muito bom, não é mesmo?

Depois de conferir essas dicas de como fazer uma avaliação de desempenho de funcionários de um jeito eficaz e inteligente, que tal se programar para colocar isso em prática o quanto antes?

Gostou das nossas dicas? Aproveite para continuar a leitura e veja como a educação 4.0 vai mudar o modo como se aprende!

Trackback do seu site.

ADICIONE SEU EMAIL
Junte-se ao grupo de pessoas que recebem nossos emails.

Share This