Que redes sociais usar e que conteúdo publicar?

Que redes sociais usar e que conteúdo publicar?

Não há mais como negar. As redes sociais já fazem parte do cotidiano de grande parte das pessoas mundo afora. E as instituições de ensino também entraram nessa. Para a escola, estar nas redes sociais a aproxima de seus estudantes e dá a ela mais um canal de comunicação com os pais.

A criação de uma interface criativa e bastante construtiva entre a escola e as redes sociais é perfeitamente possível. Mas há que se ter em mente que o uso de redes sociais na educação depende de um consistente planejamento que une o marketing e o pedagógico.

Como existem comportamentos e conteúdos ideais a serem publicados em cada rede, fique atento. Veja aqui as considerações sobre as principais:

Twitter

O microblog dispõe de um meio de comunicação em tempo real e prático para pais, alunos e funcionários, que se sentem mais próximos à escola. E isso dá à instituição algo muito apreciado nos dias de hoje: o ar cuidadoso.

O Twitter é versátil e sua utilização será baseada na capacidade de inovação da escola. Com a limitação de 140 caracteres, a rede é grande aliada das mensagens rápidas. Os melhores usos dessa ferramenta são feitos quando ela é usada como canal de notícias, avisando sobre atualizações no site ou blog da escola e dando informações pertinentes. Também é possível promover links interessantes e identificar fontes diferenciadas, mas pouco divulgadas.

Para aproveitar essa rede na totalidade, evite alguns erros. Primeiramente, esqueça o robô. É necessário que haja a intervenção humana através da conta do Twitter. A escola precisa estar disposta a manter um diálogo com os seguidores.

Outro ponto importante é estar presente. Jamais suma. Ficar dois ou três dias sem postar pode transmitir uma imagem de abandono bastante negativa para a escola. Lembre-se: interação sempre.

Facebook

Como a maioria dos alunos e seus pais já utilizam o Facebook, essa ferramenta tem o objetivo de facilitar o contato. A escola pode utilizá-lo para avisar sobre suas reuniões, convidar para eventos, divulgar concursos culturais e fazer comunicados.

Uma página da instituição nessa rede também irá permitir que toda a comunidade envolvida compartilhe conteúdos, aumentando a divulgação da escola para potenciais alunos e aproximando-a de ex-estudantes.

A escola também pode criar grupos específicos, divididos por séries, no caso dos alunos. Os responsáveis podem trocar de informações que vão de dicas de passeios a sugestões de onde comprar material escolar mais em conta.

Também é relevante a criação de um grupo somente com os funcionários e outro só com aqueles que já estudaram na instituição.

Instagram

Uma das mais eficientes estratégias conhecidas de marketing é ir onde seus clientes estão. E, se eles estão no Instagram, você também deve estar lá! O forte dessa rede é o marketing visual. Então, a escola pode disponibilizar através dela campanhas de divulgação nos períodos de matrícula para captar novos alunos.

Como o Instagram prioriza a imagem, utilize as hashtags como #educação ou #escola, pois elas se apresentam como mecanismos de busca. No entanto, evite a poluição, duas ou três hashtags, no máximo, já estão de bom tamanho!

LinkedIn

As escolas devem ver o  LinkedIn como uma página de empresa. Defina a instituição com um perfil de empresa e preencha o maior número possível de campos. Cadastro criado, incentive seus funcionários a entrarem na rede como empregados. Isso ajuda a promover a escola e os mantêm atualizados sobre as novidades na área educacional.

No LinkedIn a escola pode criar dois tipos de grupos: os de relacionamento e os de pais. O primeiro reunirá pais, ex-alunos e comunidade empresarial. A partir de eventos e conversas, a escola acaba se tornando uma fonte de negócios e tem a sua marca reforçada através do boca a boca positivo. O segundo grupo é semelhante aos do Facebook. Nele os pais interagem – de preferência separados por série – e obtêm ajuda e informações.

Uma escola com perfis ativos nas redes sociais se destaca entre as demais e não demora a cair no gosto das famílias. Depois de criar e alimentar cada conta, divulgue-a nas outras redes sociais da instituição e em todos os materiais de propaganda, como folders, portfólios e outdoors.

Pronto para entrar nessa? Compartilhe as suas ideias aqui!

Deixe um comentário

ADICIONE SEU EMAIL
Junte-se ao grupo de pessoas que recebem nossos emails.

Share This