Você conhece as métricas da educação?

Você conhece as métricas da educação?

Como em qualquer empresa, uma escola também deve ter suas métricas. Só com o acompanhamento delas, os gestores estarão preparados para tomar as decisões corretas sobre investimentos e, consequentemente, aumentar a qualidade de ensino, do número de alunos e por que não dizer, do seu lucro.

Mas o que medir no dia a dia de um estabelecimento escolar? Como mensurar resultados? O que isso tem a ver com planejamento estratégico da escola e com educação? Para responder essas e outras perguntas, desenvolvemos o post a seguir.

Os principais indicadores(métricas) são gastos operacionais, índice de rotatividade, taxa de inadimplência, taxa de captação e taxa de evasão. Por exemplo, ao medir o índice de rotatividade de funcionários, será possível identificar e solucionar diversos problemas que podem estar ocorrendo. O fato é que esta taxa está relacionada a outros fatores como motivação para o trabalho, falta de comunicação entre os envolvidos no processo de educação e valorização, além dos salários pagos aos professores e demais funcionários da escola.

Saiba mais sobre as principais métricas da educação

Taxas de evasão escolar

As chamadas taxas de evasão escolar mostram números importantes que na corrida do dia a dia podem estar passando despercebidos. A quantidade de alunos que saem da escola cruzada com o montante que se matriculou num determinado espaço de tempo pode indicar que faltou capacitação contínua dos professores ou que algo que foi planejado no início do ano letivo pode não estar tendo efeito positivo no decorrer do período. Às vezes, este indicador é alto devido a um fator externo, como ocorre atualmente: vivemos um período de crise econômica e desempego, o que tem obrigado muitos pais a tirarem seus filhos das escolas particulares, levando-os para as públicas.

Leia também  Como manter o ambiente escolar saudável

Vale lembrar que esta taxa é sempre demonstrada em porcentagem.

Taxa de inadimplência

Mede a quantidade de parcelas mensais que os pais estão devendo para a escola e o quanto elas significam em reais. Esta taxa permite projeções no caixa, de forma que não apareçam desajustes surpresas no seu orçamento. Após essa mensuração, os gestores devem tomar algumas atitudes para cobrar os inadimplentes para que seus investimentos e pagamentos de contas e despesas não sejam prejudicados. Por mais que esta tarefa seja desconfortável, não há como fugir dela. E não esqueça: As escolas podem, legalmente, cobrar 2% de multa por atraso, de acordo com o artigo de numero 52 do CDC. É possível, ainda, cobrar a correção monetária, que não pode superar 12% ao ano.

Taxa de novos alunos

É necessário comparar o número de alunos que se matriculam ano a ano. Faça um comparativo usando uma tabela. Coloque os números do ano: número de matrículas iniciais, número final de alunos que terminaram o ano letivo, número de aprovações, taxa de evasão escolar. Depois, compare esses números com os dos anos anteriores. Veja se você está perdendo alunos. Em caso positivo, descubra a razão pela qual isto está ocorrendo, se por causa do desempenho dos professores, se devido ao valor das mensalidades ou outros motivos.

Desempenho dos alunos

E por último, mas não menos importante, está o indicador que mensura as médias dos alunos nas avaliações. Neste caso, também vale comparar diferentes classes das mesmas séries e também a evolução ou involução quando relacionadas com os anos anteriores.

E você ainda tem dúvida do que medir em sua escola? Deixe seus comentários aqui.

Deixe um comentário

ADICIONE SEU EMAIL
Junte-se ao grupo de pessoas que recebem nossos emails.

Share This