Inovação e colaboração: o futuro da educação

Inovação e colaboração: o futuro da educação

A educação precisa traçar novos rumos. Obviamente a escola não consegue acompanhar o ritmo alucinado das evoluções tecnológicas, porém é vital que as instituições de ensino trabalhem em prol de uma educação modernizada e colaborativa, pois a inovação e colaboração são os dois fatores que têm a capacidade de transformar ideias em ações: foi por meio de um clube de computação básica no ensino médio que se juntaram duas grandes mentes da tecnologia atual: Bill Gates e Paul Allen, fundadores do Google.

Como você professor pode inovar em atividades colaborativas?

  • Estabeleça o número de participantes dos grupos

Os grupos não podem ser muito pequenos, pois dessa forma não há muita troca de informações, nem muito grande, senão os alunos se dispersam. O tamanho ideal de um grupo é entre 4 a 5 alunos.

  • Deixe que seus alunos encontrem as respostas

Dê questões abertas para seus alunos e deixe que eles busquem pelas respostas. Isso fará com que eles aprendam a pesquisar na internet e trará respostas divergentes para uma mesma pergunta, fazendo-os refletir sobre o tópico dado.

  • Inove a disposição das carteiras de sua sala de aula

Organize sua sala de aula com as carteiras em formato de “u”. Assim, todos os alunos poderão se ver, fazer comentários e serem ouvidos. Esse formato da sala é ideal para discussões de tópicos nos quais toda a sala participa.

  • Escolha um tema para um grande projeto

Se possível, trabalhe com os demais professores com apenas um tema. O corpo docente escolhe um determinado tema e o abrange conforme sua disciplina, criando uma multidisciplinaridade. Dessa maneira, os alunos sentirão que as disciplinas estão conectadas, e não isoladas, do mesmo modo como a vida não é segmentada.

  • Trabalhe problemas reais com seus alunos

Uma boa estratégia é conversar com seus alunos sobre problemas cotidianos. Eles deverão, então, propor soluções para os problemas. Assim sendo, eles trabalharão e raciocinarão de forma colaborativa e usarão a criatividade em busca de resultados.

Uma outra tática que você pode utilizar é fazê-los pensar em alternativas que poderão tornar a vida mais fácil. Há problemas que ainda sequer foram discutidos. Os alunos também podem sugerir problemas que eles observam no dia a dia e depois o grupo poderá pensar em maneiras de resolvê-los.

  • Dê um tema para ser explorado

Você definirá o tema e deixará que os alunos pesquisem livremente sobre aquele tema. Depois pode haver uma grande discussão do tópico com toda a sala, na qual serão mostrados os resultados das pesquisas e conclusões.

  • Promova a inovação e colaboração através da técnica do quebra-cabeça

Divida sua sala em grupos e dê um subtópico diferente para cada membro do grupo. Depois da pesquisa pronta, alunos de grupos diferentes que pesquisaram o mesmo subtópico unem-se para discutir suas ideias. Então, o grupo volta a reunir-se com as novas informações que trouxe dos demais grupos. Daremos um exemplo: o grupo vai pesquisar sobre os problemas urbanos de uma cidade grande, como transporte, saneamento básico, poluição, etc. sendo que cada membro do grupo pesquisará sobre apenas um dos problemas citados. Depois, todos os alunos que pesquisaram sobre o mesmo tópico – digamos, saneamento básico – se reunirão para complementar sua pesquisa, e só após isso o grupo original se juntará novamente para discutir sobre os problemas da cidade como um todo.

Com o trabalho colaborativo, é possível trazer inovação para suas aulas. A inovação e a criatividade, juntamente com a aptidão de trabalhar em grupo são as habilidades mais importantes no mercado de trabalho de hoje e do futuro. Afinal, não devemos preparar nossos alunos a lutar por um mundo melhor?

Que atividades colaborativas e inovadoras você utiliza em suas aulas? Compartilhe conosco!

Confira também nossos materiais educativos.

Deixe um comentário

ADICIONE SEU EMAIL
Junte-se ao grupo de pessoas que recebem nossos emails.

Share This