Rotina na educação infantil: por que você precisa se importar com isso?

A infância é uma das fases mais relevantes na formação de um indivíduo: afinal, é nesse momento que os preceitos básicos da vida são aprendidos. Para que a criança cresça e se torne um adulto com capacidade de organização e sabendo que há momentos certos para a realização de suas atividades, é necessário se preocupar em estabelecer uma rotina na educação infantil.

Com hábitos bem estruturados, os pequenos têm capacidade de desenvolver seu aprendizado de forma segura, tendo consciência de quais serão os próximos passos a serem seguidos e desenvolvendo mais disciplina.

Para criar uma rotina na educação infantil, portanto, não basta preencher o dia dos alunos apenas com atividades que eles gostem de fazer ou deixá-los tomar a decisão do que farão sozinhos: os educadores devem sempre acompanhá-los para montar uma programação que envolva as crianças do início ao fim da aula.

Quer entender melhor como criar uma rotina adequada para a educação infantil? Veja as informações que listamos no post de hoje!

Como iniciar a rotina?

No início do dia, é indispensável que os educadores acolham e motivem seus alunos para que eles entendam que aquele é o momento de começar a focar na rotina. Incentive as crianças a se organizarem, guardando os materiais no lugar certo e se encaminhando para o local onde serão recebidas.

Recepção

A fase de recepção consiste no primeiro contato do dia letivo com os colegas e professores, o que passa confiança à criança. Nessa primeira etapa, é importante verificar a presença dos alunos e dar uma abertura para que eles falem sobre as atividades que realizaram ou novidades do dia a dia.

Lembre-se que a realização da chamada é fundamental para o controle da frequência dos alunos. Para evitar que as faltas se tornem constantes e atrapalhem a rotina da criança, portanto, mantenha contato com os pais e responsáveis e procure saber os motivos.

Por fim, a utilização da música pode ser um ótimo estímulo na iniciação das atividades: além de despertar o cérebro, os sons estimulam os movimentos corporais, dando mais disposição para começar o dia.

Como organizar as aulas?

Após acolher os alunos, os professores devem propor atividades que estimulem o aprendizado de maneira dinâmica, separando a aula em etapas. Vamos falar sobre algumas delas a seguir:

Atividades educativas

A alfabetização é um processo importante na vida de toda criança, e por isso deve ser feita de forma estimulante. Isso é possível por meio de atividades que envolvam desenho, pintura e o desenvolvimento da fala.

Ensinar por meio de aulas de informática (em computadores ou tablets) também é um ótimo estímulo à mente. Além disso, é importante a ida frequente à biblioteca para desenvolver a leitura e incentivar as atividades em grupo, promovendo a socialização.

Recreio

O tão aguardado recreio é fundamental no dia a dia escolar. Além de ser importante para suprir as necessidades fisiológicas, esse é o momento em que os educadores podem falar sobre a higienização, mostrar que há hora certa para ir ao banheiro e comer e incentivar a partilha dos alimentos entre os alunos. O tempo de descanso também é importante para fixar o aprendizado e renovar as energias.

Hora da brincadeira

Pense em um adulto que trabalha o dia todo: após uma longa jornada de serviço, ele só quer ir para casa descansar e realizar as atividades que gosta, não é? Pois com as crianças funciona da mesma maneira.

Depois de cumprir todas as tarefas, elas também precisam descansar a mente. Por isso, é indispensável promover brincadeiras e a educação física para complementar a rotina na educação infantil. Com essas atividades, é possível beneficiar tanto o crescimento do corpo quanto desenvolver a parte intelectual por meio da imaginação. E o melhor de tudo: elas se divertem!

Como concluir o dia?

Finalizar a aula pode parecer a parte mais fácil, mas não banalize essa etapa! É preciso ajudar os alunos na organização dos materiais e da sala (jogando o lixo fora, arrumando as carteiras). O educador também deve recapitular com os pequenos o que foi aprendido, reforçando as tarefas de casa a serem feitas e conferindo os recados na agenda.

Também é importante engajar os pais e responsáveis, o que pode ser feito com a divulgação das atividades realizadas nas redes sociais e mantendo contato por meio de um portal do aluno, onde é possível ter acesso a informações sobre o rendimento dos filhos.

Na hora da despedida, a demonstração de afeto dos educadores cria um laço de confiança com as crianças e faz com que elas sintam que são bem recebidas na escola.

Como uma boa gestão pode auxiliar na organização da rotina?

Para colocar essas etapas em prática, é necessário um bom planejamento não só dos professores, mas da escola como um todo. Nesse contexto, uma gestão escolar eficiente é capaz de promover treinamentos para os funcionários para obter maior produtividade da equipe. Além disso, os educadores estarão aptos a envolver as crianças e otimizar o tempo na realização das atividades.

Outro fator a ressaltar é que uma boa gestão escolar consegue ter maior controle sobre investimentos em materiais e infraestrutura para atender a grande demanda que possui a educação infantil. Sendo assim, é importante evitar a inadimplência da escola. Para isso, podem-se utilizar recursos para notificar os pais ou responsáveis do pagamento das mensalidades, como e-mails e SMS.

Por fim, é necessário que os gestores compreendam que as famílias podem passar por momentos de instabilidade financeira. Procurar entender a situação do cliente e estabelecer formas alternativas de pagamento, que beneficiem tanto a escola quanto os pais, é uma maneira da instituição não ficar inadimplente, além de ser um diferencial estratégico na atração de novos alunos.

Utilização de software de gestão escolar

Para facilitar a gestão educacional e aliá-la a uma boa programação da rotina escolar, podem ser utilizados os softwares de gestão. Eles automatizam processos de controle financeiro, matrícula de alunos, planejamento das aulas e comunicação entre os educadores, pais e estudantes.

Os softwares também podem ajudar na análise de dados sobre a instituição e sobre os alunos, como avaliação do desempenho e os pontos de melhoria. Assim, é possível aplicar estratégias que aumentem a competitividade da escola dentro do mercado e capte mais estudantes, gerando maior lucratividade. Por isso, além de instalar um programa compatível com as necessidades da escola, é importante mantê-lo atualizado, a fim de ter mais segurança e controle acerca das informações.

Lembre-se de se preocupar não apenas em organizar o dia a dia dos alunos, mas também em manter a gestão da sua escola eficiente para oferecer credibilidade aos pais e responsáveis.

Agora que você já sabe por que é preciso ter atenção à rotina na educação infantil, que tal entender como avaliar os estudantes da sua instituição? Baixe gratuitamente nosso e-book “Avaliação de alunos na educação infantil” e descubra a melhor forma de colocar isso em prática!

Trackback do seu site.

ADICIONE SEU EMAIL
Junte-se ao grupo de pessoas que recebem nossos emails.

Share This