Tecnologia em sala de aula: 5 dicas para usá-la a favor do ensino!

Tecnologia em sala de aula: 5 dicas para usá-la a favor do ensino!

A tecnologia em sala de aula é vista por muitas pessoas como uma vilã, pois dispersa os alunos, dificulta o aprendizado e diminui a produtividade em classe. Porém, está cada vez mais complicado desvencilhar-se dessas ferramentas, visto que já estão arraigadas em nosso cotidiano.

Pensando nisso, é possível conciliar a tecnologia dentro do ambiente escolar e traçar metodologias de ensino que utilizam essa prática em prol de melhoria no processo de ensino-aprendizagem.

Se você ainda não se convenceu de que esse recurso está cada vez mais presente no ambiente escolar, é melhor rever seus conceitos. A sala de aula tradicional está desaparecendo e novos recursos estão chegando, por isso, é preciso conhecimento e didática para aplicá-los de forma adequada.

Contudo, se você acha que pode inovar dentro da sala de aula com o uso adequado da tecnologia, continue lendo o post de hoje. Conheça 5 dicas que, se usadas com parcimônia, poderão agregar valor e conhecimento ao aprendizado do aluno.

1. Elabore projetos educativos online

Atualmente, os alunos estão mais interessados nas redes sociais do que na abordagem feita pelo professor. Uma das razões é que o processo didático tradicionalmente utilizado não acompanhou a evolução da tecnologia.

O educador muitas vezes se vê sozinho diante de uma plateia sem entusiasmo para aprender sua disciplina e com desempenho ínfimo. Por isso, o professor deve pensar em estratégias que conciliem o conteúdo ministrado com a motivação dos alunos pelas redes sociais.

Uma das estratégias é a elaboração de projetos educativos online, e temas comportamentais podem iniciar esse processo. Nesse contexto, é possível abordar a influência das redes sociais no relacionamento entre pais e alunos, assim com o vício em jogos eletrônicos.

Leia também  Como usar a tecnologia nas práticas pedagógicas

Os professores podem pedir aos alunos para que busquem informações a respeito desses temas e elaborem projetos para conscientizar a população sobre os riscos do uso exacerbado da tecnologia.

Projetos relacionados à proteção do meio ambiente, sustentabilidade, sucateamento tecnológico e reciclagem são temas atuais e promissores para serem trabalhados.

2. Promova concurso de criação de blogs

Para incentivar a pesquisa por temas diferentes, ter acesso a outras culturas e mostrar a importância da língua portuguesa, o professor pode inserir como trabalho de classe a criação de blogs ou vlogs.

O primeiro pode ser direcionado ao tema da disciplina e trazer conteúdos atuais relacionados ao assunto. Na história do Brasil, por exemplo, é possível criar um blog contando as mudanças políticas dos últimos 20 anos e inserir fotos, vídeos e depoimentos encontrados na web. Atentar-se para os devidos direitos autorais e de imagem para não incorrer em processos judiciais.

A criação de vlogs é outra opção interessante. Nessa prática, os alunos farão um vídeo sobre determinado assunto e editarão suas falas. É possível, com autorização das pessoas, acompanhar um evento médico, de moda, religioso etc. e contar sua experiência em relação aos fatos.

3. Incentive o voluntariado online

O que antes era feito por meio de visitas aos lares para idosos ou adolescentes em situação de risco, hoje pode ser feito via online. Algumas empresas já disponibilizam esse serviço de conversa via plataformas de comunicação online.

Os brasileiros interessados em aperfeiçoar o inglês conversam com idosos em casas de repouso por meio de videoconferência e comemoram o sucesso da prática. De um lado, melhoram a fluência no inglês, e de outro, diminuem a solidão e carência dos idosos.

Esse projeto pode ser expandido para hospitais, clínicas de reabilitação, creches ou outros estabelecimentos que tenham interesse, disponibilidade e, principalmente, recursos tecnológicos.

Leia também  4 dicas para trabalhar a Educação Financeira com adolescentes

4. Estimule trabalhos interdisciplinares pela web

Antigamente, era impossível pensar em comunicar-se com outras entidades do Brasil e do mundo. Com o advento da tecnologia, basta apenas um texto instigante e convidativo dentro de uma grande proposta para sensibilizar os interessados.

Dessa forma, os professores devem instigar esse espírito que move os alunos para os meios tecnológicos e elaborar trabalhos interdisciplinares. A ideia é partir de um projeto e convidar todas as entidades que possam contribuir para o andamento dele.

Suponhamos que o professor solicite a criação de um aplicativo para cegos. Nesse caso, os alunos deverão procurar todas as informações relacionadas ao tema, tais como: tipos de deficiência visual, como inserir o braile nos aplicativos, obter relatos de pessoas com deficiência, solicitar ajuda da equipe de informática e tantos outros recursos que precisam ser avaliados.

5. Concilie a tecnologia com a arte das fotos

Aproveitando a moda das selfies e das fotos do cotidiano, os educadores podem fazer uso desse recurso no celular para promover um concurso de fotografias.

Em uma excursão, solicite aos alunos que fotografem as melhores paisagens, obras de arte, e reflitam um pouco sobre isso. Eles deverão mostrar as imagens em um concurso que premiará não somente as fotos, mas a reflexão elaborada a partir dela.

Alguns fatos cotidianos que ilustram uma parte da matéria abordada em sala de aula também são bem-vindos e devem ser incentivados pelo professor. O aluno deve sentir que pode contribuir para melhorar o ambiente em sala de aula.

Nessa mesma estratégia, o professor pode abordar o bullying e a sexualidade embutida em fotos dos alunos postadas nas redes sociais. São temas delicados, mas que precisam ser trabalhados de forma lúdica para prevenir as violências estudantis ou até mesmo os abusos sexuais.

Leia também  Você sabe o que é R.E.A.? Saiba dos seus benefícios dessa novidade para a educação

A tecnologia em sala de aula, quando utilizada de forma didática e cautelosa, pode trazer vantagens tanto para o professor quanto para os alunos. De um lado, verificam-se formas didáticas inovadoras que estimulam o aprendizado e se conectam mais com os alunos. Do outro, os alunos verificam o interesse por parte dos professores em conciliar as estratégias tecnológicas que fazem parte da rotina diária.

Escolha a estratégia mais adequada ao seu perfil de professor e trabalhe criteriosamente em cima dela. Você poderá encontrar resultados surpreendentes.

E então, já pensou em utilizar recursos tecnológicos em sala de aula? Quais são suas principais limitações a respeito da inclusão dessa ferramenta? Qual é a sua opinião a respeito do tema?

Se você gostou da nossa abordagem sobre a tecnologia em sala de aula, compartilhe este texto nas suas redes sociais e continue acompanhando nossas postagens.

Deixe um comentário

ADICIONE SEU EMAIL
Junte-se ao grupo de pessoas que recebem nossos emails.

Share This