Veja 6 motivos para aplicar simulados de provas para seus alunos

Existem inúmeros fatores que interferem no processo de aprendizagem de uma turma. Entre eles, é possível destacar as características cognitivas e psicossociais, o histórico do aluno, o apoio familiar e, naturalmente, o ambiente escolar. É por isso que cada estudante evolui e responde de maneira distinta aos diferentes estímulos pedagógicos.

Nesse contexto, é fundamental averiguar constantemente as necessidades e dificuldades pedagógicas de cada turma e discente. Para tanto, o gestor da instituição de ensino pode elaborar diagnósticos de aprendizagem ― os chamados simulados.

Os dados estatísticos gerados pelo exame podem ser utilizados na revisão do plano pedagógico (PP) da escola, na priorização dos conteúdos e no planejamento das intervenções no processo de ensino-aprendizagem. Afinal, para melhorar os processos de ensino, é imprescindível preencher as lacunas encontradas na assimilação de conhecimento dos alunos durante o ano letivo.

Os simulados de provas são a melhor maneira de acompanhar o progresso e aperfeiçoar o aprendizado dos educandos, além de prepará-los para provas importantes, como o vestibular. Ainda não se convenceu? Então confira a seguir os principais motivos para aplicar simulados para os estudantes!

1. Ensina os alunos a gerenciar o tempo

Quando o aluno realiza simulados, aprende a administrar melhor o tempo que tem para cada questão durante uma prova importante. O ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), por exemplo, possui muitas perguntas e requer concentração para que o candidato responda cada uma em, no máximo, 3 minutos.

Nesse sentido, fazer simulados é essencial para quem precisa aprender a controlar o tempo de prova. Além disso, quando realiza treinos, o aluno aprende novas formas de otimizar os minutos para resolver cada item cobrado e não sair da prova com questões em branco ou precisando “chutar” respostas por falta de tempo.

2. Prepara os alunos fisicamente para provas longas

Embora a resistência mental e/ou física não seja uma preocupação dos alunos durante a preparação para uma prova, ela pode ser determinante para a aprovação em um vestibular. Isso porque os estudantes precisam ficar bastante tempo sentados e focados na resolução das questões.

Desse modo, caso o aluno não treine, não saberá a hora de fazer uma pausa, ir ao banheiro para esticar as pernas ou lavar o rosto. O simulado o ajudará a adquirir disciplina e o ensinará a lidar com o estresse nas provas que exigem muitas horas de dedicação.

Para permitir que os estudantes passem pelo processo do vestibular tranquilamente, a escola pode recriar as condições da prova oficial. Isso evitará surpresas e garantirá que o aluno obtenha o melhor desempenho possível.

3. Habilita emocionalmente para o vestibular

Os vestibulares abordam diversas disciplinas e conteúdos a cada edição. O ENEM, por exemplo, tem um grande volume de questões por dia de prova, o que dificulta ainda mais o processo para o estudante. Portanto, na hora de realizar esse tipo de exame, é imprescindível manter a calma.

Nesse aspecto, a prática de simulados é de suma importância para os alunos inseguros e ansiosos, pois os auxilia a ganhar a confiança necessária para a realização de uma prova, além de ajudá-los a desenvolver técnicas necessárias para o controle da ansiedade.

4. Identifica com precisão as lacunas no ensino

É comum que, em avaliações escolares periódicas, os educadores não consigam identificar com exatidão quais são as dificuldades dos estudantes. Por outro lado, com a utilização de simulados, é possível apontar com clareza onde estão as lacunas de aprendizagem que impactam as competências que o estudante deveria ter adquirido ao longo da sua formação.

Assim, se o 6º ano do ensino fundamental tem problemas de aprendizagem no que diz respeito à sintaxe, por exemplo, pode ser que os alunos não tenham conquistado a proficiência necessária nos conceitos de classe gramatical que foram estudados anteriormente.

Dessa maneira, com a aplicação de um simulado, a escola poderá validar essa ou outras hipóteses, o que permitirá que a instituição de ensino tenha um diagnóstico preciso da situação dos alunos. Isso vai possibilitar a elaboração de intervenções no planejamento pedagógico das turmas e séries.

5. Aprimora o processo de aprendizagem

Em 2006, pesquisadores realizaram um experimento e descobriram que os alunos que estudavam uma matéria, faziam exercícios e, após uma semana, realizavam um teste obtinham resultados mais satisfatórios do que aqueles que estudavam sem fazer exercícios.

Seguindo a mesma perspectiva, um estudo publicado em 2010 pela revista Science demonstrou que resolver questões é mais eficiente para a retenção da memória do que reler diversas vezes a mesma informação.

Embora os resultados dessas pesquisas já fossem esperados por cientistas e professores, eles serviram para comprovar a importância da resolução de perguntas para a memorização. Por isso, se você deseja aprimorar o processo de aprendizagem dos discentes, não deixe de realizar simulados com frequência. Afinal, já não há dúvidas de seu auxílio para o processo de ensino-aprendizagem.

6. Mapeia as competências dos alunos

A melhor maneira de direcionar os estudos de um aluno é identificar os seus pontos fortes e fracos, ou seja, suas habilidades e limitações. Para que isso possa ser observado pela escola, o estudante deve fazer simulados de provas constantemente.

Assim, de acordo com suas respostas, a escola conseguirá identificar quais são os conteúdos que ele domina, além de perceber quais disciplinas ele não assimilou bem e precisam de atenção especial.

Isso vai propiciar uma adaptação no planejamento pedagógico dos educadores e na organização em sua totalidade, visto que com o auxílio do simulado, ela poderá focar nos pontos que precisam melhorar.

Contudo, é importante ressaltar que as questões que vão cair no simulado do ensino médio não deve se limitar às provas da instituição de ensino. Isso porque os conteúdos cobrados no ENEM, por exemplo, não se restringem a uma série escolar específica.

Portanto, se o simulado for voltado para o 3º ano do ensino médio, a escola deve elaborar uma prova que aborde também o conteúdo dos anos anteriores. Assim, a instituição vai ser capaz de:

  • observar a assimilação de tudo o que foi estudado durante a formação do educando;
  • identificar qualquer tipo de deficiência que tenha se instaurado no decorrer do ensino médio.

Agora não restam dúvidas de que aplicar simulados de provas traz inúmeros benefícios aos discentes, não é mesmo? ​Então, saiba que o processo de implementação pode ser muito simples utilizando um software de gestão escolar.

Afinal, com essa ferramenta é possível automatizar o processo de correção de provas e ter os resultados em forma de dados estatísticos em um só relatório, o que facilita ainda mais a revisão do planejamento pedagógico e a obtenção de bons resultados.

Gostou de conhecer os principais motivos para aplicar simulados de provas? Para ficar por dentro de outros conteúdos como este, basta assinar nossa newsletter!

Trackback do seu site.

ADICIONE SEU EMAIL
Junte-se ao grupo de pessoas que recebem nossos emails.

Share This